Concelho de Oliveira do Bairro

Oliveira do Bairro é dona de uma natureza ímpar com as suas cegonhas-brancas na zona do Vale do Cértima.
Oliveira do Bairro é dona de uma natureza ímpar com as suas cegonhas-brancas na zona do Vale do Cértima. Vale a pena ver o espectáculo que estas aves dão, quer estejam a pairar no ar, no ninho a cuidar das crias, ou nas marinhas de arroz existentes a pescar. É também comum ver-se nas marinhas de arroz bandos de cegonhas-brancas juntamente com garças-reais, garças-brancas, garças-vermelhas, como se estivessem todas numa "amena cavaqueira". É óbvio que em tamanha concentração tem de haver segurança. E existem águias-sapeiras e milhafres-pretos que pairam no ar como se estivessem alerta aos predadores típicos destas aves.

Os terrenos do concelho de Oliveira do Bairro caracterizam-se, numa grande parte, por serem predominantemente argilosos e fortes, incidindo na sua constituição o barro.

A paisagem rural do concelho apresenta aspectos de rara beleza natural como a panorâmica dos campos de arroz do rio Cértima e as tradicionais vinhas e oliveiras. Os vales dos rios Cértima e Levira são cobertos de uma vegetação espontânea, como as espadanas, o bunho e a canízia.
O relevo é pouco acidentado, sem grandes desníveis e formas relativamente harmoniosas, o que permite condições privilegiadas para a sua principal actividade: a agricultura. Mas a agricultura não é a única actividade de relevo neste concelho, tendo a indústria cada vez maior importância no seu progresso económico e social. Dentro do sector
industrial destacam-se a metalomecânica, a cerâmica e, favorecida pelas potencialidades naturais do concelho, a indústria de serração e afins.

O concelho de Oliveira do Bairro é parte integrante da região e da Rota da Bairrada, uma região marcadamente vinícola, local de produção de bons vinhos e espumantes.

O vinho é assim o "cartão de visita" da tradicional hospitalidade bairradina, que ao visitante oferece sempre um copo de vinho, na adega, ou uma taça de espumante na sala.